quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

"Vai Carlos, ser gauche na vida"...

Começar algo é sempre "novo". Sim com toda redundância de um dia complicado ser cansativo, como "entrar pra dentro" e "subir pra cima"... Fica o mesmo pensar: "o que vou fazer"? E, neste caso, o que escrever?
Pensei que poderia deixar fatos para a posterida, por exemplo, a notícia do dia: "Santa Catarina anuncia pacote de medidas para minimizar impactos da tragédia..."! Enquanto se afunda em chuvas, outra parte seca... E o mundo vai chegando ao que o homem fez e faz... Críticas à parte, "nada acontece por acaso", eu diria, mesmo sendo um conformismo terrível!
Não sei bem o que dizer, escrever em primeira pessoa me confunde... As desnorteadoras estradas do "eu". Enquanto isso aproveito para conhecer uma nova voz, Anna Luisa, indicada por uma nova e nobre "companhia"...
Neste momento sinto fome de arte, de um pequeno prazer "amelístico", de conhecimento... Sem saber o que estou fazendo aqui nesta página!
Drummond que me socorra, por favor, e me empreste algumas de suas sublimes palavras:
"(...)
Mundo mundo vasto mundo se eu me chamasse Raimundo seria uma rima, não seria uma solução. Mundo mundo vasto mundo, mais vasto é meu coração"
(...).
E quem visitará minh`alma nestas linhas "tortas"? Salve, salve o desconhecido e vivas à liberdade de expressão!
Não sei como continuar, entretanto... Para que saber, se as coisas que naturalmente acontecem são "aprendidas" sem esforços?
Agradam-me os reecontros, a magia que eles têm, e espero aqui, reecontrar muitas coisas sumidas de mim!
Sem mais!
Paz!

2 comentários:

alma na garganta disse...

nossa, mas vc é facilmente convencida né... rs

gostei, agora posso te linkar mais fácil aqui no blogspot...

e deu até pra vc colocar fotinha... rs

bjao.

Lilian Dalledone disse...

O importante é começar, sair do lugar.
E isso vc já fez!

Um bom começo pra vc!!